23NF2012 - Aprendizagem Ao Longo Da Vida: Informação e Aprendizagem; Mediação, Formação e Reconhecimento

De 31 Maio 2012 09:00 às 31 Maio 2012 18:00
Visualizações: 509
Número da Ação
23NF2012
Registo de acreditação
CCPFC/ACC-70210/12 - Modalidade: Curso de Formação
 
Duração e Créditos
Horas Presenciais: 25 horas
Horas de Trabalho Autónomo: 0 Horas
Total de Créditos: 1 Créditos
Formadores responsáveis
José Monteiro, João Moreira e Dulce Soure
 
Destinatários
Destinatários de acordo com o artigo 5º, do Regime Jurídico da Formação Continua de Professores: Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário
Para efeitos de aplicação do artigo 9º do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão cientifica e pedagógica): S/D
Nº de Formandos:
Mínimo: 0 - Máximo: 0
Critérios de seleção
1.Docentes em exercício de funções na área de intervenção do CFAE
2.Outros Docentes.
3.Por ordem de inscrição e pagamento da propina.
30€/Por Transferência para o NIB 003501830006850893011 (obrigatoriedade de envio, do respectivo comprovativo através do formulário, "Envio do Comprovativo de Pagamento") ; Por cheque (à ordem do Agrupamento de Escolas Rafael Bordalo Pinheiro/CFAE); Por numerário no CFAE. Inscrição online (obrigatória), em  www.cfaecentro-oeste.pt.Inscrições até ao dia 15 de Abril.
 
 
Conteúdos
1. Apresentação da Ação. Objetivos, Conteúdos, Metodologias e Avaliação.  30 minutos2 - O conceito de Aprendizagem ao Longo da Vida – 3 horas2.1. O Conceito2.2. Evolução ao longo dos anos;2.3. A atual realidade;2.4. Implementação.3.  Apresentação e análise de boas práticas por parte das várias entidades. Referência à evolução dos conceitos de educação, formação, educação e formação ao longo da vida, aprendizagem ao longo da vida. Trabalhos de grupo. - 4 horas4. Apresentação e discussão em plenário dos trabalhos de grupo.  2 horas5. Abordagem multidisciplinar do conceito de competência e do seu desenvolvimento. – 1,5 horas6. Mediação e Educação de Adultos, na perspetiva da Aprendizagem ao Longo da Vida. 4 Horas7.A realidade e a teoria.Caso de Estudo.9 Horas.Reflexão individual sobre a experiência pessoal dos formandos, no contexto da aprendizagem ao longo da vida(formal e informal), traduzida na submissão de um pequeno portefolio com o resultado dessa reflexão e com as aprendizagens relevantes cooptadas na ação de formação.Sessões síncronas através da plataforma LMS.7. Avaliação da acção - 1 hora
Razões
Ao longo dos últimos anos a abordagem dos problemas da formação, do emprego e do desemprego tem ocupado um lugar de destaque na agenda internacional, em particular na União Europeia.A sociedade do conhecimento, bem como as tendências económicas e da sociedade em geral, como a globalização, a evolução das estruturas familiares, a evolução demográfica e o impacto da tecnologia digital, oferecem vantagens e colocam vários desafios potenciais para a União Europeia e os seus cidadãos. Estes podem beneficiar de um conjunto de novas oportunidades de comunicação e emprego. A aquisição contínua de conhecimentos e competências é essencial para poder tirar partido dessas oportunidades e participar ativamente na sociedade.Paralelamente, a vantagem concorrencial depende cada vez mais dos investimentos em termos de capital humano. Por conseguinte, os conhecimentos e as competências são pois um importante catalisador para o crescimento económico. Dado o actual clima de instabilidade económica, investir nos indivíduos assume uma importância acrescida.Mas por outro lado, a sociedade de conhecimento acarreta riscos e incertezas consideráveis, na medida em que é passível de reforçar desigualdades e a exclusão social. O germe da desigualdade desponta numa fase prematura da existência, constituindo a participação na educação inicial um fator primordial.No espaço europeu, a Aprendizagem ao Longo da Vida (ALV) tem sido objeto de discussões e de desenvolvimentos políticos, reiterando-se como uma componente básica do modelo social europeu, evoluindo no enquadramento estabelecido pela Estratégia Europeia para o Emprego (EEE), procurando concretizar respostas para as especificidades do mercado de trabalho.A educação e a formação são, por isso, fatores essenciais para alcançar os objetivos que passam pelo desenvolvimento e a realização, sobretudo, das pessoas adultas que abandonaram precocemente os níveis de educação e formação iniciais. A Comissão Europeia afirma nunca ser tarde para aprender. Assim, o papel da educação e formação de adultos, neste contexto, é também uma contribuição para alcançar os objetivos da Estratégia de Lisboa, que consistem em melhorar o crescimento económico, a competitividade e a inclusão social.Uma melhor educação e formação de adultos pode desempenhar um papel crucial na formação profissional dos cidadãos e na inclusão social no mercado do emprego das categorias menos favorecidas, como os migrantes e os idosos, cada vez mais numerosos em Portugal e na Europa. Além disso, a melhoria daeducação e formação de adultos representa uma vantagem considerável no plano colectivo e no plano individual. Tornar o nível geral de competências dos cidadãos mais elevado contribui para melhorar os indicadores económicos, como a produtividade e a taxa de desemprego, e os indicadores sociais, como a participação cívica, a criminalidade e os custos dos cuidados de saúde.Nesta ordem de ideias, constata-se que as escolas e outras entidades formadoras da região oeste bem como as empresas são chamadas para praticarem uma cooperação ativa porque, enquanto instituições, integram um sistema social que submete a ambas, e todas as outras espécies de unidades sociais, certos imperativos de educação e formação.Nesta ordem de ideias, constata-se uma necessidade urgente de refletir sobre as novas realidades na tentativa de encontrar as respostas mais adequadas, melhorando a formação de um corpo de formadores habilitados e especializados neste domínio, abrangendo todos profissionais ao serviço dos Centros Novas de Oportunidades da Região Oeste. É, neste sentido, que se propõe este Curso de formação.
Efeitos
•Ser capaz de compreender a função da educação de adultos numa sociedade em transformação, marcada pela globalização e multiplicidade/diversidade informativa;•Ser capaz de distinguir a relação entre a educação e formação de adultos e as formas escolares e não escolares;•Enquadrar a educação e formação de adultos nas novas políticas europeias de aprendizagem ao longo da vida;•Descrever os diferentes contextos de aprendizagem na vida adulta;•Conceber soluções e projectos para problemas de educação de adultos;•Ser capaz de entender os diferentes modos de aprendizagem nas diversas situações formativas;•Ser capaz de promover o desenvolvimento de competências pedagógicas, de avaliação e animação de formação no âmbito dos cursos EFA.•Ser capaz de valorizar, na prática, os três eixos de acção: reconhecimento, validação e certificação;•Ser capaz de, em equipas de profissionais, buscar atitudes, linguagens e instrumentos comuns para a ação, salvaguardando o caráter único da abordagem (auto) biográfica individual;•Ser capaz de assumir atitudes que ajudem o adulto a sentir-se sujeito da sua aprendizagem;•Promover o debate e a troca de experiências entre os diversos agentes do domínio da Educação e Formação de Adultos;•Ser capaz de identificar e debater a evolução do campo de práticas;•Conhecer e problematizar os resultados de investigações recentes;•Incentivar a reflexão, a investigação e a produção científica.
Avaliação dos formandos
Avaliação a incidir sobre o trabalho individual produzido pelos formandos (os recursos pedagógicos produzidos e colocados na plataforma LMS,portefolio), classificados na escala de 1 a 10, em conformidade com o RJFCP e as cartas circulares do CCPFCP e do CCPFC/DGRHE.
Distribuição dos pesos sobre as diversas componentes da formação de acordo com os critérios aprovados pela Comissão Pedagógica do CFAE: 10% Avaliação Presencial; Trabalho Presencial 40%; Documento de Reflexão Crítica 50%.
Calendarização/
Horário
Início a 31-05-2012 das 9:00 às 18:00.
31 de Maio e 1 de Junho
Local de realização
Edifício Cultural da Câmara Municipal de Peniche

Formandos Inscritos

­